Governança Corporativa.

Garantir ética e transparência, bem como o aprimoramento constante dos processos legais da Companhia. Esse é objetivo da Governança Corporativa na Tokio Marine.

Isso vale tanto para os processos internos quanto para a nossa relação com o público. A nossa Governança Corporativa está apoiada em 3 áreas independentes (Jurídico, Compliance e Controles Internos) para desenvolver estratégias e monitorar as relações da Tokio Marine com Clientes, Colaboradores, Corretores, Assessorias e Fornecedores. Assim, podemos criar as melhores condições possíveis para o desenvolvimento sustentável não apenas da Companhia, mas da sociedade em geral.

Quer saber mais sobre as nossas políticas e práticas? Leia abaixo.

Contencioso

Responsável pela gestão das ações judiciais onde a Companhia é parte.

Advogados Regionalizados

Célula composta por advogados (funcionários da Companhia) alocados em 8 regiões do país, que internalizam as demandas das ações judiciais – ou seja, fazem tudo o que um escritório de advocacia terceirizado faria (defesas, recursos, audiências etc.).

Consultivo

Responsável pela análise e a elaboração de contratos relacionados à operação de seguros, além de consultorias e pareceres jurídicos solicitados pelos clientes internos de todas as áreas da Companhia. Este núcleo também atua no apoio e na orientação de questões regulatórias perante a SUSEP e órgãos fiscalizadores.

Ressarcimento de RD

Realiza a cobrança de ressarcimento de prejuízos causados aos clientes da Companhia, nos ramos de Riscos Diversos.

Administrativo

Faz a gestão integral das questões administrativas do departamento, incluindo pagamentos de condenações, acordos, honorários contratuais etc.

Contratos

Analisa e elabora contratos, além de prestar consultorias jurídicas sobre eles.

Societário

Responsável por manter a Companhia (uma sociedade empresária de capital fechado) em conformidade com a legislação vigente e as normas estabelecidas pela Superintendência de Seguros Privados (SUSEP) relacionadas ao Direito Societário. As atividades da área incluem elaboração, acompanhamento, controle, supervisão, arquivamento e registro, nos livros sociais respectivos, dos atos societários da Companhia (Assembleias Gerais Ordinária e/ou Extraordinária, Reuniões do Conselho de Administração e Reuniões da Diretoria Executiva) e quaisquer outros documentos societários atinentes a sociedades seguradoras.

Trabalhista

Faz a defesa da Companhia em reclamações trabalhistas de ex-Colaboradores e Terceirizados, também atuando de forma preventiva com adoção de medidas estratégicas para diminuir a quantidade de demandas trabalhistas.

Cível

Faz acompanhamento, controle e supervisão de ações cíveis ajuizadas por ou em face da Companhia (com exceção daquelas relacionadas a apólices de seguro), e orientação jurídica aos clientes internos.

Tributário

Presta consultoria tributária aos clientes internos, bem como pelo acompanhamento, controle e supervisão dos processos judiciais administrativos da Companhia.

Criminal

Responsável pelo acompanhamento, controle e supervisão de inquéritos policiais e ações penais, ajuizadas por ou em face da Companhia, além de orientação jurídica aos clientes internos.

O principal objetivo da área de Compliance é garantir a conformidade e o cumprimento de regulamentações internas e externas à Companhia.

Assim, a equipe zela para que não aconteçam operações irregulares, como fraude e lavagem de dinheiro. O Compliance atua em toda a Companhia, desenvolvendo controles e adequações de processos e buscando atender a legislação aplicável.

A área também atua no desenvolvimento de uma cultura interna sólida, baseada na disseminação do Código de Conduta e Valores Corporativos, garantindo que todas as funções sejam desempenhadas de maneira ética, baseadas na boa fé, respeitando a missão da Companhia e suas normas.

Mas, importante: o Compliance não deve ser visto como uma atividade isolada. É necessário o envolvimento de todos os Colaboradores para que, com total alinhamento aos objetivos estratégicos da Companhia, seja possível manter uma atuação eficaz e em conformidade com as leis pertinentes, sejam estas internas ou externas.

A área de Controles Internos é a responsável por identificar, avaliar, mensurar, tratar e monitorar os riscos operacionais.

Tudo feito por meio de trabalhos contínuos que visam manter o ambiente de riscos saudável e controlado, contribuindo para que os objetivos da Companhia sejam alcançados.

Além disso, a área de Controles Internos:

  • Realiza atividades de consultoria aos demais departamentos da Companhia, especialmente em relação a identificação e avaliação de riscos e controles, além de prover à Diretoria Executiva reports e conclusões sobre as atividades realizadas.
  • Zela pelos controles internos estabelecidos para as atividades e sistemas de informações da Companhia. Assim, assegura a eficácia do processo de Gestão de Riscos e a mitigação de riscos e fraudes.
  • Colabora para o monitoramento de planos de ação associados a diversas atividades, além da gestão adequada das perdas operacionais.
  • Gerencia o Plano de Continuidade de Negócios em situações de contingência na impossibilidade de acesso aos locais de trabalho, para garantir o funcionamento (ainda que parcial) dos departamentos cujos processos e/ou atividades são considerados críticos para o negócio da Companhia.
  • Observa o alinhamento das ações ao direcionamento estratégico e operacional.
  • Monitora a efetividade e eficiência às operações, além de ajudar a promover confiabilidade no processo de comunicação.

Para que serve o Código de Conduta Ética para Parceiros de Negócios e Fornecedores?

Ele estabelece os princípios e valores que devem basear as ações dos Parceiros de Negócios (tais como Corretores de Seguros, Assessorias, Oficinas, Resseguradoras, entre outros) nas relações comerciais com a Tokio Marine.

Consulte o Código na íntegra aqui.